sábado, 22 de março de 2014

Positivos, uma websérie sem preconceitos


Esquerda para direita - Geraldinho, Luana e Ramon

Apesar do número de mortes causadas pela AIDS tenha diminuído bastante nos últimos anos, o número de infectados pelo vírus do HIV ainda é muito alto. Em 2012, este número foi de 35,3 milhões de pessoas no mundo. No Brasil, a situação não ajuda, são 530 mil pessoas vivendo com HIV, dessas 135 mil não sabem que possuem o vírus, de acordo com os dados do Ministério do Saúde.

Para ser mais preciso apenas metade da população mundial que vive com HIV sabe que está infectada. O desconhecimento impedido o início adiantado de um tratamento antirretroviral, o que agrava ainda mais a situação.

Em pleno século XXI, a AIDS permanece um tabu, raramente discutida entre as pessoas. A falta de conscientização, bem como tudo que não é discutido, gera ignorância, receio e consequentemente, preconceito.

A websérie, Positivos, que estreou outubro de 2013, de produção independente, gravada no Rio de Janeiro, fala do assunto com clareza, e dignidade, esclarecendo dúvidas ao apresentar o cotidiano de um soro positivo, mostrando que é possível, sim, viver com a doença.

Com temática LGBT, este foi um dos fatores que me chamou atenção em “Positivos”, pela naturalidade com que o assunto é apresentado. A websérie dá luz a uma questão pouco explorada em produções audiovisuais no Brasil.
Bernardo e Guilherme
Escrita e dirigida por Daniel Sena, 26 anos, “Positivos” que está em sua segunda temporada, conta a história de Guilherme (Hugo Carvalho), Bernardo (Pedro Quevedo), Hernandes (Carlos Porto) Ícaro (Tunai Menandro), Artur (Pedro Massucatti), Cristiano (Gustavo Scherer), João (Donni Rodrigues), Laila (Diana Werneck), Geraldinho (Bruno Besler), Alice (Manoela Denardin), Cecília (Nathalia Silveira), Luana (Luiza Lapa), Ramon (Luann Ciribelli), Helen Best (Rafael Annarolli), entre outros, apresenta encontros, desencontros, descobertas, onde o amor e verdadeiras amizades provam que são mais forte que qualquer coisa.


Ramon e Luana
Nesta segunda temporada, a trama lançou a campanha “Adote um positivo”, que é bem interessante, para se inteirar mais sobre o assunto acesse o site do seriado ou à página do seriado no Facebook.

Apesar dos problemas técnicos como iluminação, qualidade do som, entre outros, “Positivos” é bastante envolvente, onde desde o primeiro episódio você começa a se preocupar com o desenrolar de cada personagem, e acaba criando uma conexão emocional com eles. 

Alice e Cecília
Além disso, a trilha sonora que embala a série é perfeita, e confesso, sou um Guinardo apaixonado, ou seja, amo os protagonistas da série Bernardo e Guilherme, e torço muito pela história deles.


Guinardo - Meu casal favorito